top of page

História da Festa do Espírito Santo

A história da festa do Espírito Santo baseia-se no milagre da Rainha Santa Isabel de Portugal, do século XIV, que ajudou a alimentar os pobres durante a fome que assolou os Açores e Portugal.  Quando a Rainha Santa Isabel não tinha comida suficiente para alimentar os pobres, ela orou. A Rainha Santa Isabel, com profunda fé no Espírito Santo, realizou um milagre onde escondeu pão nas dobras de seu manto para dar aos pobres.   Quando a Rainha Santa Isabel foi questionada pelo seu marido, o Rei Diniz, que não aprovava que ela alimentasse os pobres. Ele exigiu saber para onde ela estava indo e o que ela tinha debaixo da capa. Quando ela abriu a capa, o pão se transformou em flores, esse milagre a salvou de ser pega em um ato de desafio ao rei. A Rainha Santa Isabel prometeu ao Espírito Santo que se o seu povo recebesse comida, ela daria a sua coroa à igreja. Logo suas orações foram atendidas quando um navio chegou com um carregamento de alimentos e suprimentos para alimentar os famintos, cedendo assim à fome. A Rainha então colocou sua coroa na cabeça de uma camponesa. Assim começou a primeira procissão do Espírito Santo.

A fé e a devoção ao Espírito Santo transportam-nos de volta às raízes do povo português, uma coroação ritual há mais de 100 anos nos Estados Unidos, onde os imigrantes portugueses formaram organizações sociais para promover a sua fé, cultura e tradições. A maioria da população portuguesa na Califórnia são famílias que migraram dos Açores.

A festa do Espírito Santo é a celebração religiosa e social mais importante do ano para os portugueses nos Açores e nos Estados Unidos. Hoje, as Sociedades Portuguesas organizam e acolhem as festas do Espírito Santo conhecidas como Festa Portuguesa do Divino Espírito Santo e realizam-se todos os anos em honra do Espírito Santo e para preservar a cultura e o património do povo português.

Isabel de Portugal--1503-1539---gravura--colorida--534262694-5c55099846e0fb0001c0885e.j
bottom of page